quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

CONVITE


2 comentários:

O Orlando Temes de Oliveira disse...

Na semana passada estando na livraria Bertrand folheie este livro e calhou abrir na página em que é evocada a chamada "guerra da Beira". E verifiquei que o autor não consegue contar o que lá se passou. E portanto é-me lícito pensar que a obra não vale o custo......

O Curso OC disse...

Recebido o seguinte comentário:
"Caro Comandante Temes de Oliveira,
Li a sua crítica no blogue do OC sobre o meu livro, nomeadamente sobre o Bloqueio da Beira. Uma vez que a crítica é proveniente de um oficial justamente conhecido na Marinha pela sua inteligência e ponderação não pude ficar indiferente e fui reler o que escrevera sobre a matéria. Fundamentalmente refiro-me ao problema na página 219, apenas um parágrafo de enquadramento e desenvolvo o tema nas páginas 232 a 235 (devidamente referenciado no índice remissivo), em que tento analisar a situação daquela ex-colónia britânica e o relacionamento do então primeiro ministro Ian Smith com Lisboa, transcrevendo passagens da obra “Salazar” do embaixador Franco Nogueira. Descrevo ainda o dispositivo naval que então passou e estar estacionado nas águas de Moçambique e sua rotação e relacionamento entre os navios nacionais e britânicos. Socorri-me de alguma bibliografia e de depoimentos de camaradas cujas fragatas foram então de urgência para lá deslocadas. Na eventualidade de uma 2.ª edição será sempre possível efectuar algumas correcções aos textos, por isso pedia-lhe, se não considerar abuso e se entender dever-se dar a esse trabalho, uma crítica um pouco mais objectiva sobre a matéria.
Agradecendo
Cumprimentos
Pedro Lauret"