domingo, 11 de novembro de 2018

1918 - 2018

Assisti hoje às comemorações do centenário do Armistício em Paris. Foi dado em directo por várias televisões estrangeiras. Em Portugal não, como de costume, estavam ocupados com a convenção do Bloco de Esquerda. O programa foi muito bem orquestrado e abrilhantado com a presença de 70 chefes de estado que seguiram um programa comum. Todos? Não, sr Tump vinha separado e muito chateado com a chuva, com o Bolero de Ravel e com o discurso de Macron, que não era ao jeito dele. O Putin também chegou atrasado. Vale a pena ler o discurso de Macron que é de uma enorme actualidade. De assinalar o envolvimento das novas gerações, estudantes e estrangeiros de todos os países intervenientes na coreografia das cerimónias. Macron marcou uns pontos lá em casa, que bem precisa.

1 comentário:

O A.R.Costa disse...

Um comentário muito oportuno sobre uma cerimónia muito especial, a que as nossas televisões pequeninas, enviesadas e culturalmente vazias, não deram qualquer importância.