sexta-feira, 30 de agosto de 2019

OCEANOS SAGRES


A 30 de Agosto de 1964, depois de 11 768 milhas navegadas, 1 746HH 31MM de navegação das quais 1 011HH38MM exclusivamente à vela a Sagres com o curso Oliveira e Carmo embarcado, atraca na Base Naval de Lisboa.
Os OCeanos formados para o adeus a esta barca e sua  guarnição que tantos momentos bons compartilhamos. Foi bonito ver aqueles Marinheiros com uma lágrima ao canto do olho a abraçar-nos.
Começamos jovens e saímos depois desta dupla transatlântica uns verdadeiros Marinheiros.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

SAGRES


A Sagres com os OCeanos embarcados suspende de Sesimbra e vai fundear na baía de Cascais.
Dia de arrumações para o pessoal. Baldeação geral a preceito â Barca.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

ORDEM DO Dia


A 28 de Agosto de 1835 sai a primeira “Ordem do Dia da Armada Real Portuguêsa”.

OCEANOS


Na noite deste dia 28 de Agosto de 1964, um grupo de OCeanos desloca-se a uma discoteca local, muito na moda. A certa altura o OCeano Calvert entrega  ao homem da música um 45rpm com os últimos sucessos das Supremes. Alguns indígenas reagem mal à música e o Calvet chama-lhes de labregos. Vem tudo cá para fora à pancada. Nisto aparecem o Vinte, o 69 e o Fragata com outros Marinheiros e arredaram-nos para não estragarmos as fardas. Eles então fazem um faxina nos indígenas. E depois voltamos todos para bordo em grande camaradagem.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

OCEANOS


A 26 de Agosto de 1964, a Sagres navegava rumo a Sesimbra. Estando de quarto das 0400 às 0800 o navegador, o então 1/o Tenente Martins e Silva, eu de Cadete de quarto, avistamos cerca da 0500 o clarão do Farol do Espichel, pela proa. O  navegador cumpriu o que dissera, fizera rumo ao Cabo Espichel.
Foi o quarto seguinte que fundeou a Barca ao largo de Sesimbra. O último troço oceânico tinha acabado.
Começaram os preparativos para o exercício de força de desembarque. Um grupo de OCeanos como guerrilheiros sob o comando do então 2/o Ten. Moreira Freire, e os restantes OCeanos, sob o comando do então 1/o Ten. Costa Catalão, nosso instrutor, formaram a força de desembarque. Exercício esse que começou à tarde e acabou na manhã do dia seguinte.

domingo, 25 de agosto de 2019

Fio de Prumo

Aos camaradas menos viajantes por estes caminhos informáticos, sugiro a consulta do blogue "Fio de Prumo", através do link existente neste nosso "Água aberta..." e a leitura de uns escritos sobre a Guerra Colonial que lá vêm sendo publicados desde há algum tempo.
Pessoalmente acho-os muitíssimo bons, pela profundidade, clareza e raridade de tratamento de alguns.
Declaração de interesses: liga-me ao autor, o nosso camarada da FA Coronel e Professor Alves de Fraga, uma profunda amizade de mais de seis décadas.