sábado, 4 de janeiro de 2020

OCEANOS


Foi a 4 de Janeiro de 1945 que este OCeano nasceu, o Adelino Rodrigues da Costa. Sobressaía pela sua malha branca na cabeça e na E. Naval foi um ás no salto à vara. Com uma vida naval polifacetada resolveu retirar-se do activo, enveredando por uma carreira bem sucedida mostrando o seu valor com provas universitárias de muito bom nível. Conhecedor do Oriente.
Camarada, é um presença frequente nas fainas OCeânicas mensais.
Que tenhas um óptimo aniversário junto dos teus e que o repitas por muitas vezes.
Grande Abraço

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

AVIAÇÃO NAVAL


A 2 de Janeiro de 1953 é inaugurado o Centro de Aviação Naval Comandante Sacadura Cabral, no Montijo. É desactivado o Centro de Aviação Naval do Bom Sucesso.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

OCEANOS


Depois da passagem do ano 1965/66  no Funchal, o OC embarcado na Corte Real e na Diogo Cão larga para os exercícios finais da viagem.

OCEANOS


Começamos o ano a celebrar os 75 anos de um OCeano, o Martins dos Reis. Ingressou no “óleo “ mas sempre a contra gosto. Só no fim da sua carreira naval conseguiu aquilo que gostava: oficial de informações militares estratégicas.
Afastado agora das actividades OCeânicas há ainda esperança que irá aparecer um dia nas fainas gastronómicas do nosso curso.
Que tenhas um dia feliz e que o possas repetir mais vezes com saúde e boa disposição.
Um Abraço

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

VIBRADOR

Para os descrentes de que existam vibradores em biologia marítima junto um exemplar!
BOM 2020

OCEANOS


Há 76 anos, 30/12/1943, nascia o futuro OCeano Ramos Guerreiro. Entra na E. Naval já sabendo o que é o cheiro a mar. Recorda-se aqui a sua maneira de dormir, ainda na Santo André o Jacinto subia para o beliche superior e deitava-se com a almofada por cima da cabeça. Também durante as provas de admissão ao subir à corda, senta-se no chão e sobe a pulso a corda; o oficial instrutor, o então 1/o ten. Martins e Silva fica com a boca escancarada. Camarada de excelência granjeia a amizade de todos. Que se saiba só uma vez se viu enrascado, quando a bordo de Schultz Xavier teve que embarcar duas funcionárias do IH. Uma dela perguntou -lhe “ Sr Comandante há corrente de 220V.”.
Ao dizer que sim pergunta-lhes para que precisavam dos 220V, ao que as meninas lhe disseram, “é para os nossos vibradores”. Vibradores que usavam nas experiências oceanográficas, nada de mal.
Que tenhas um óptimo aniversário com os teus e que o repitas com saúde e boa disposição por muitas vezes.
Um Abraço.