domingo, 21 de novembro de 2010

... com os pés!!!


Já não falo na actuação política deste Governo. Nesta área é impressionante a "ilegalidade" moral e social praticada com a autorização para os grandes grupos financeiros pagarem dividendos extraordinários aos "pobres" dos accionistas antes do fim do ano de modo a escaparem a impostos de centenas de milhões de euros enquanto que, por outro lado, esmifram até ao tutano a maioria dos contribuintes de mais baixos rendimentos.
Falemos apenas no âmbito técnico e no passado recente.
A proposta de orçamento de estado para 2011 entra fora do prazo legal no Parlamento. Depois verifica-se que está incompleta e, seguidamente ainda, está errada (e não por pouco). Isto tudo debaixo da responsabilidade directa de um ministro (Teixeira dos Santos) que tinha auréola de competente. Outra cena de outro mundo é a entrada em vigor do pagamento das SCUTS no norte ... uma verdadeira confusão, com as pessoas perdidas no meio do caos que é o processo de pagamento que sofre críticas de todo o lado, até de Espanha. Quem está de certeza a ganhar é a firma que vende os dispositivos (dezenas de milhar atá agora). O dirigente de tal bagunça é o Secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos. A última destas misérias é o 20º Congresso das Comunicações onde este mesmo senhor, de manhã, bota faladura com um discurso que à tarde o senhor ministro António Mendonça, seu superior, repete quase na íntegra durante a cerimónia de encerramento.
E ainda estão lá todos ... isto é ou não é governar com os pés?

3 comentários:

O 403 d'62 disse...

Ainda estão lá todos !!!
E, permito-me uma pequena correcção, não é governar nem com os pés nem com as mãos...Digamos que a porta do leme foi ao fundo e os hélices andam um a vante e outro a ré alternadamente com periodos aleatórios....

O Nunes da Cruz disse...

Boa imagem naval! Só que, passe a incongruência, com a aleatoriedade a pender quase sempre para o mesmo lado.

O Ramiro Soares Rodrigues disse...

Depois da história da justiça militar, acerca do vai para o c..., de que estamos à espera! Isto, é um país do c... Só que nunca mais há coragem, determinação e querer para mandar tais (des)governantes, seus associados e bajuladores para o c... E com isto, corremos o risco de irmos todos para o c...
Desculpem os mais sensíveis a linguagem utilizada. Mas, já não há pachorra para aturar esta corja que se sentou na cadeira da administração pública e nos está a sugar até ao tutano.
Um resto de bom fim de semana e ânimo.