quinta-feira, 24 de abril de 2008

25 ABRIL

Comemorar.
Hoje , uma vez mais com tudo igual. Pessoas a discursar e a dizerem coisas que não sentem e outras que nem viveram. O politicamente certo , para pagar o funcionalismo politico.
Lá estará uma Assembleia da Republica , engalanada , para receber o 25 de Abril como recebia o 28 de Maio , com discursos iguais , palmas iguais , silencios iguais.
Só que , uma vez mais , vão estar lá , de cravo em lapela , os denominados "militares de Abril" , a ouvirem ,em orgasmo, as palmas anuais , calados em canto que se repetirá protocolarmente , como um pagamento em espécie que o Estado e o governo lhes dão , por terem conquistado a democracia e por terem aberto esta situação.

Mas da boca deles não se ouve nada sobre o que se passa com a situação militar , o desprezo havido , o ficarem para trás , a desqualificação na sociedade , a qualificação de ultima prioridade e , sobretudo sobre aqueles que lutaram , que não questionaram os valores da Nação, e que , com as suas familias , estão hoje despojados da palavra e do compromisso.
Mas lá vão posando para a TV.

Ninguém comentou esta onda