quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

É só negócio


A França anunciou, na véspera de Natal para passar despercebido, que vai vender à Rússia dois navios de assalto anfíbio da classe Mistral, com a opção de se construirem mais dois em São Petersburgo. Os estados bálticos e a Georgia não estão a achar graça nenhuma ao negócio pelas razões mais óbvias. De resto, houve um almirante russo que disse que se já tivessem os navios quando do ataque à Georgia, teriam resovido em 40 minutos o que lhes levou 26 horas a fazer!

Há também controvérsia em França por causa da transferência de tecnologia que isto implica, com o governo a negar o que outros acham evidente.

É o apetite da França pelos negócios de armamento agora aguçado pela crise.

1 comentário:

O Manel disse...

Chamem o Silva