segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Falecimento do OCeano Joaquim Leal Martins


Recebi, há alguns minutos, um telefonema do OCeano Ramiro Soares Rodrigues, comunicando-me o falecimento do nosso OCeano Joaquim Leal Martins, ocorrido esta madrugada, no Hospital Amadora-Sintra.
Lamento que a emoção de que fui assaltado me impeça de tecer quaisquer considerações sobre esta ocorrência.
Logo que tenha mais pormenores, tranmiti-los-ei

Um grande abraço,


Jorge Beirão Reis

7 comentários:

O Jorge Gonçalves disse...

Que descanse em Paz.
À família enlutada os meus sentidos pêsames.

O Nunes da Cruz disse...

Notícias brutais como esta apanham-nos sempre desprevenidos. Pelo menos a mim, nada fazia prever este triste acontecimento ao camarada jovial, amigo, acolhedor, com quem algumas vezes nos últimos tempos, juntamente com mais dois ou três OCeanos, fui almoçar a Mafra, localidade onde tinha fixado residência e de onde quase não saia.
Perdemos um bom amigo, um profissional exemplar, um Homem de uma verticalidade intelectual e moral a toda a prova.
Que descanse em paz.
À Familia enlutada, os meus sentidos pêsames.

O Luís Silva Nunes disse...

Uma muito triste notícia que se abate sobre nós e nos deixa, a todos, de luto ... um até sempre ao camarada e amigo.
Aos seus familiares apresento os meus sentimentos.

O Fernão disse...

Não poderei acompanhá-lo fisicamente mas não o esquecerei
Paiva

O Ferreira da Silva disse...

Um asilante como eu, parceiro de longos fins de semana, um bom amigo que se vai. Não podendo estar fisicamente presente apresento aos seus familares os meus sentimentos.

O A.R.Costa disse...

A noticia brutal e inesperada, apanhou-me longe de Portugal e, talvez por isso, foi ainda mais dolorosa. Amigo fraterno desde ha 50 anos, o seu estilo, a sua generosidade, o seu humor e a sua inteligencia irao perdurar entre nos. Ate sempre, Joaquim!

O Curso OC disse...

Recebido (correio electrónico) o seguinte:
"O Engenheiro Leal Martins foi meu professor na Escola Naval há mais de 30 anos. Mantive um contacto ocasional com ele ao longo dos anos, e foi sempre iluminador reencontrá-lo.
Nesta infeliz ocasião, quero deixar testemunho de que foi uma das minhas referências profissionais, pela sua exigência e rigor, e humanas, pela sua camaradagem e verticalidade.
Partilho com todos a dor de uma perda irreparável.
Apresento à família os meus pêsames, que estendo ao enlutado Curso Oliveira e Carmo.
Jorge Silva Paulo”