sexta-feira, 31 de maio de 2013

Ainda outra

É só mais esta, prometo.
«...trabalhava nos serviços técnicos daquela câmara municipal do litoral alentejano... e foi até à janela aberta ... escutar... ao longe, o fragor do mar de levante.»
Há mais mas não quero abusar.

3 comentários:

O Nunes da Cruz disse...

Não percebeste que era o eco?

O Fernão disse...

Oh! Não alevantas, disse ela, desiludida, esgueirando-se para poente!
AML
Continua!

O Manel disse...

Eu estou a ler esse livro.E desde que aqui o comentas por vezes volto atrás, à cata.Bem hajas