sábado, 26 de dezembro de 2015

BRASIL E CAFÉ, UMA ESTÓRIA

(Semente de café, variedade Arábica)

No Século XVII o café é introduzido na Europa a partir de África, via Arábia. Tornou-se num sucesso imenso passando a ser um produto caro. A França cultivou o café na sua colónia Guiana que devido ao clima, a sua cultura se desenvolveu imenso. Era proibido exportar sementes da Guiana para manter o monopólio da cultura.
O Brasil seu vizinho não possuía café e estava interessado em cultiva-lo. Assim em pleno Século XVIII, o estado maior português decide enviar um seu oficial, Francisco de Mello Palheta, à Guiana para ver se conseguia que os francêses lhe dessem algumas sementes. O oficial desloca-se à Guiana para formalmente discutir o Tratado de Utrecht que definirá a fronteira entre as duas colónias. Do governador francês nunca conseguiu que este lhe oferecesse as tão almejadas sementes. Então o oficial português que tinha "palheta" virou-se para a esposa do governador e após um certo acédio conseguiu que numa noite a senhora lhe confiasse as chaves do local onde estavam as sementes do café. Conseguiu assim trazer para o Brasil as sementes do café proporcionado que o Brasil mais tarde viesse a ser o primeiro produtor de café a nível mundial.
Não sei se é verdade a forma como o cavalheiro português conseguiu as sementes mas na verdade foi ele que as trouxe da Guiana francêsa para o Brasil.

Ninguém comentou esta onda