terça-feira, 15 de maio de 2018

Almirante Nunes da Silva


Nasceu em 15 de Maio de 1925, celebrando hoje os seus 93 anos, uma bonita idade. Refiro-me ao Sr. Almirante Nunes da Silva que foi professor dos OCeanos na disciplina de Armas Submarinas. Exigente e sabedor soube ministrar a arte da guerra A/S aos seus Cadetes. Pelo menos foi responsável por eu querer tirar a especialização de A/S de que não me arrependo.
Conhecido pela sua maneira de ser, foi apelidado de “Zé Não”. Os OCeanos bem tentavam fazer pedidos mas a resposta era sempre desfavorável, até que um dia o Chefe da 2/a turma de Marinha, o R.R., conseguiu dar a volta perguntando-lhe apenas se “havia algum inconveniente em adiar uma repetição”; o então Comandante Nunes da Silva compenetrado a preparar a sua lição respondeu naturalmente “Não “ tendo de imediato percebido no logro em que caiu, mas palavra dada é para cumprir e portanto satisfez o nosso pedido com o máximo “fair-play”.
Tenho a certeza que os OCeanos têem saudades desse tempo.
Que o Sr. Alm. tenha um feliz aniversário na companhia dos seus e que possamos por mais anos ler os seus oportunos comentários nos vários “blogs” que nos dizem respeito.
Um grande Abraço.

5 comentários:

O Jorge Goncalves disse...

Um enorme e apertado abraço para o Sr. Almirante, cujo espírito polemista muito aprecio!
Que mantenha esse espírito por muitos anos!

O Nunes da Cruz disse...

Um grande abraço de parabéns ao Sr. Alm. Nunes da Silva, nosso ex-Mestre, detentor de uma lucidez notável e exemplo de verticalidade Humana e Marinheira.

O A.R.Costa disse...

Os meus parabéns, com amizade, muita consideração e votos de boa saúde!

O Fernão disse...

Parabéns Grande Abraço

O Curso OC disse...

Recebido o seguinte comentário:
"Toda a amizade nos faz sentir feliz. Neste caso direi que duplamente feliz por constatar que ela perdurou por tantos anos.
Não me recordo do episódio que aqui se conta e deve ter sido excepção porque quando digo “não” é porque não concordo mesmo, e, em regra, digo-o porquê e, muitas vezes, o que julgo deveria antes ser. Estaria tão distraído nessa altura que terei entendido a frase como um pedido para adiar. Quando fui eu o aluno da EN e o meu curso decidia pedir adiamento, sentia-me frustrado por me ter preparado, em vão, para esse dia.
Abraço
Nunes da Silva"