segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

A Ratificação do Tratado de Lisboa

Li, este fim de semana, que a oposição em peso (com excepção do CDS) terá desafiado, em plenário do Parlamento, o Partido Socialista a revelar a sua posição sobre a forma de ratificar o Tratado de Lisboa.

Admito que os parlamentares estejam a brincar e não desejam, bem lá no seu íntimo, referendar este tratado, salvo se o seu objectivo, claro ou encapotado, seja provocar o respectivo chumbo. Mal andou o PS em se ter comprometido, antes de estar no poder, a intenção de promover o seu referendo.

Será que os Portugueses referendaram a Constituição de 1976 e alterações posteriores? Terão sido referendados todos os tratados celebrados por Portugal, nomeadamente os que foram subscritos após a integração de Portugal na União Europeia? Será que a própria admissão de Portugal na União Europeia foi objecto de referendo?

Tenham juízo os parlamentares e limitem-se a discutir o referendo de temas insignificantes como, por exemplo, o aborto ou a regionalização!

3 comentários:

O Fernão disse...

Tens toda a razão. A última vez que o povo português refrendou qualquer coisa com dignidade para isso foi a Consttituição de 1933 e viu-se!

O Jorge Beirão Reis disse...

Propositadamente não referi esse documento, pois desconheço as condições impostas pelo medíocre ditador Senhor Professor Doutor António de Oliveira Salazar para que o referendo pudesse efectuar-se. Não sei se são desse tempo os 3 F's, temas cuja discussão era permitida: Fado, Futebol (ou será "Football"?) e Fátima (este último tema, com o maior respeito e elevação)!

O Orlando Temes de Oliveira disse...

Só hoje li o texto. Não posso deixar de comentar:
1- Não será por não terem perguntado nada a esta raça pestilenta que justifica que desta também não perguntem
2- Este "tratado" assim como os outros referentes à UE não são certamente nada parecidos com todos os tratados que os governos de Portugal têm assinado. Estes limitam a soberania e julgo ser saudável saber se a raça pestilenta está para aí virada. Ou será que afinal voltámos ao Estado Novo?
3- Se se adimte a hipótese de num referendo o tratado ser chumbado então é porque há má consciência de que ele é bom para Portugal! Ou ser+á que a raça pestilenta é estúpida por natureza? Então lá estamos novamente no Estado Novo!
A vida não está nada fácil.....