quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Bagdade


De repente dou por mim a pensar onde vivo eu. Na passagem do ano há três mortos a registar causados por tiros para o ar para festejar a efeméride. Os moradores desses bairros não estranharam muito, curiosamente. Já habituados à gritaria das mulheres na rua e agora com tiros para o ar, isto está igualzinho a Bagdad, Beirute, Islamabad... Felizmente que acabou a presidência da U.E. antes dos tiros; mas se nós somos assim, por que há de ser recusada a entrada da Turquia na União?

Ninguém comentou esta onda