quinta-feira, 30 de outubro de 2008

M.E.C.

A edição desta semana da revista Sábado é dedicada a Miguel Esteves Cardoso, dando-lhe honras de capa com a legenda " O álcool, a droga e a nova vida". Logo para abrir diz: "O meu pai era engenheiro construtor naval. (...) Foi Director-Geral das Pescas durante imenso tempo. Depois do 25 de Abril foi saneado da Marinha, voltaram a chamá-lo para director-geral das pescas e depois foi para o Canadá para ser secretário-geral das Pescas do Norte do Atlântico todo. Ele foi saneado porque os comunistas do Copcon e os jovens tenentes queriam passar à frente dele e serem promovidos, pelas razões mais torpes." Ora nem mais. Jovens tenentes engenheiros construtores navais, que deviam ser dois ou três, conluiados com comunistas de um Copcon que à data não existia, queriam ultrapassar um Capitão de Mar-e-Guerra!!! Lendo a entrevista percebe-se a razão de as suas recordações serem muito nebulosas.

1 comentário:

O Manel disse...

Eu li. Não se admite tal falta de rigor.

O Pai era um "gajo porreiro" , e ainda por cima generoso nas notas