sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Vulcões

Larga esta tarde para a ilha do Fogo, em Cabo Verde, a fragata Álvares Cabral que vai dar apoio às populações afectadas pela erupção vulcânica que tem destruído muito daquela ilha. O equipamento que transportam e o treino que tem está perfeitamente adequado a este tipo de missões, que não será mais do que normal. Pois bem, isto dá direito a solene despedida na Base, com a presença do CEMGFA e do CEMA. Será isto para afirmar que quem manda nos navios e na operação é ele? É que há antecedentes de os CEMGFAS não saberem o que fazer com os navios.

1 comentário:

O Jorge Goncalves disse...

Mariquices!
No nosso tempo ninguém se despedia, salvo as famílias e as comissões eram muito mais longas.
O CEMGFA quer o protagonismo efémero que os media lhe podem trazer e o CEMA tem de ir a reboque!