sábado, 20 de dezembro de 2014

Um Natal na Guiné em 1971 (II)

Ainda no rio Cacheu que corria ao longo da fronteira entre a Guiné Portuguesa e a República do Senegal e com o objectivo de contrariar a logística de penetração do PAIGC no território guineense, havia em 1971 um dispositivo naval permanente, constituído por uma LFG e duas LDM, para além das regulares patrulhas dos botes dos Fuzileiros, estacionados em Ganturé.
No dia 20-12-1971, há exactamente 43 anos, a LFG Sagitário deixou uma mensagem natalícia na margem norte do rio e nas proximidades da clareira do Iador, dedicada a quem por ali passasse, que eu próprio fotografei a partir da ponte do navio.  Dedico essa fotografia aos leitores da Água Aberta e, muito em especial, aos que por lá passaram antes ou depois daquele dia.

Ninguém comentou esta onda