segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

A Mula



Parece que a Mula se finou hoje. Vem no DR o enterro. Nasceu uma coisa chamada MM- Gestão Partilhada, E.P.E.

7 comentários:

O Nunes da Cruz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Nunes da Cruz disse...

A Mula já se tinha finado há uns anos, era a então Cooperativa Militar (na rua de S. José), por integração no IASFA.
O que agora foi extinto foi o Estabelecimento Fabril do Exército denominado Manutenção Militar, cuja sede era no Beato.
Segundo o diploma constitutivo, passa de uma "gestão atípica e híbrida" (?) para uma partilhada (por quem e com quem?).
Não passará de mais uma oportunidade para os nossos altamente qualificados gestores nomeados pelo governo brilharem, não indo além das áreas de comes e bebes como diz e muito bem o Alm. Nunes da Silvana acrescida da do fardamento, na senda de exemplos anteriores?
Veremos.

O J. Teixeira de Aguilar disse...

Uma justa correcção. Sei que a Mula se referia à Cooperativa (daí a canção que o Max imortalizou), mas nunca consegui deixar de associar a MM à Mula. Associação decerto abusiva, mas que, potenciada, quem sabe, pela gíria que entre nós usávamos para designar o Exército, e ainda por cima pela noção de "híbrido", talvez me seja relevada...

O J.N.Barbosa disse...

A Cooperativa Militar era de facto para sócios. Não tinha nada a ver com a MM.
Ainda fui aos bailes da mula.

O Fernão disse...

Parte da MULA ainda é minha pois nunca me devolveram o dinheiro das quotas!

O Nunes da Cruz disse...

A mim também não. Ainda tenho na minha posse as "acções" que subscrevi aquando da inscrição para sócio da defunta.

O Fernão disse...

Para a próxima, comemos e não pagamos!