sábado, 17 de outubro de 2009

"Paisanice" ou "Bandalheira "no Hospital de Marinha ? - II

No passado dia 13, terça-feira, tive que voltar ao Hospital de Marinha, desta vez para uma consulta de estomatologia. Imaginem que já ia mentalizado para ser, novamente, "maltratado"...
Eis, senão, o meu espanto, quando o guarda da porta do arco que me pediu a identificação, conforme podia e devia, depois de o fazer cumprimentou-me segundo os cânones militares!
Depois, já no serviço, fui atendido com simpatia e respeito pela funcionária da recepção.
Apesar da demorada espera, de que logo fui prevenido e justificada pelo facto de duas das médicas terem sido "desviadas" para um exame directo, fui consultado por uma jovem 2º tenente que, com simpatia e eficiência, levou a cabo o acto médico que ali me levou tendo-me, inclusive, alertado para problemas que estavam a surgir numa intervenção que eu fora obrigado a efectuar num dentista civil por a estomatologia da Marinha não a realizar!
Por ser de justiça e para que se não diga que só relato coisas más, aqui fica o meu testemunho.
Ou estava num dia de sorte, ou algo está a mudar no Hospital de Marinha!

3 comentários:

O Jorge Beirão Reis disse...

Tenho a esperança que, de uma maneira geral, o pessoal em serviço na Marinha seja educado e respeitador.

Admito como mais provável que, por vezes, não recebem a formação cívica e militar que necessitam.

Aproveito a oportunidade para referir que eu nunca fui tratado, na Marinha, com menos respeito ou consideração.

Sinto-me feliz por este relato, o qual agradeço.

Um abraço

O Orlando Temes de Oliveira disse...

Ora aí está! Para alguma coisa terá servido este blog! Tenho a certeza que foi por causa dos vários protestos aqui deixados que a situação foi alterada e no sentido correcto. São as vantagens de do "direito à indignação" (já ouvi isto em qualquer lado)

O Jorge Gonçalves disse...

Não tenho tanta certeza que assim tenha sido. Se calhar foi um meu dia de sorte...
Mas, o mesmo texto postado em "A Voz da Abita..." já fez ondas, isso já...