domingo, 11 de outubro de 2009

SEXO

Estão a ver porque não ilustro. Com este titulo? Perdido, em meditação no primaveril Algarve, li ( Correio da Manhã) um desmentido da Marinha (Será?) de que o trio de sexo explícito proporcionado por militares da Marinha e exibido na Internet não foi praticado numa Unidade Militar. E isto porque a Marinha presa (diz o comunicado?), entre outros valores, o da Disciplina. E eu convencido que o sexo a três requeria precisamente grande Disciplina. Mais que não seja porque eram dois com uma e nunca se sabe o que aquele que está momentaneamente desocupado poderá ser tentado a fazer. Claro que há gostos para tudo mas...! pessoalmente nem sequer "alho" jamais cá entrou.
Mas fora a graça "pesada?" isto é verdade? Alguém esclarece? Eram militares da Marinha ou tipos fardados como tal? E, na afirmativa, a Marinha investigou mesmo se eram seus membros e, se sim, já os sancionou ou está em vias de o fazer? A esmola de um esclarecimento!...
Claro que eu sou a favor das liberdades mas existem normas sobre uniformes militares que impedem o seu uso para estas finalidades. Já sei que alguns, enquanto jovens, colocaram o boné nalgumas meninas com "más" intenções (vossas) mas não vieram exibir-se para o " etubo" pois não?
E a Marinha já não tem mais que fazer que desmentir o Correio da Manhã?

6 comentários:

O Nunes da Cruz disse...

Brilhante argumentação! Inequivocamente de causidico igualmente brilhante! A que não serão alheios os ares dos (nossos)Algarves.

O Jorge Beirão Reis disse...

Recomendo-te que deixes de ler o "Correio da Manhã"!
A propósito: que periódico é este que eu não conheço?

Um abraço e boa semana de trabalho

O José Aguilar disse...

Atónito, fui à procura da notícia (higienicamente, não leio o Correio da Manha). Descobri que a rapariga é «soldado» da Marinha e depreendi que o rigor da informação era proporcional ao acerto na patente. Também quero manifestar a minha perplexidade quanto ao que se entende por «sexo explícito». Talvez dentro de uns anos perceba o que é «sexo implícito», mas ainda não cheguei a esse apuro. Finalmente, quero deixar aqui bem claro que não há telemóvel, que eu conheça, que registe imagens com uma resolução aceitável; logo, filmar cenas com um telemóvel é, no mínimo, falta de competência do operador. A temperatura destes últimos dias deve ter prolongado para além do conveniente a «silly season»...

O Manel disse...

Meus Caros:

A Marinha de que falam , certamente a minha," Foi, já não È ", ou dizendo como a ministra da educação "Era feita, já é obra".
Presumo que esta "obra" será do verbo "obrar", mas não estava lá.
Vejam o Hospital , vejam as madrinhas dos novos navios ,vejam o despreso por quem já não lá vive , vejam a ausencia de recordações pelos herois que a fizeram , vejam o tratamento dado aos reformados nomeadamente no Hospital.
Que esperam? Sexo a dois , no quarto com a luz fechada? E ao Sábado?

O J.N.Barbosa disse...

Afinal foi numa pensão de Vila Franca. Um filmou e pôs na net. O outro não gostou e pôs o primeiro em tribunal. Como vêem tudo dentro das regras.

O Jorge Gonçalves disse...

Ò Luis, não está provado que estivessem uniformizados em "plena função"...:-)