quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Congresso "Mares da Lusofonia"

Aqui fica informação sobre o Congresso dos "Mares da Lusofonia". O nome é pomposo mas o esforço foi grande para produzir este evento. Consultem o programa e verão que não será a "chapa" habitual". A inscrição é gratuita.

CONGRESSO “OS MARES DA LUSOFONIA”

1. A Comissão “D. Carlos -100 anos”, constituída sob a égide da Fundação D. Manuel II, tem vindo a levar a cabo diversas iniciativas assinalando o centésimo aniversário do falecimento do Rei D. Carlos, com as quais se pretende dar a conhecer as múltiplas facetas da personalidade deste insigne Chefe de Estado português. D. Carlos, para além de Homem da Ciência, da Cultura e do Mar, teve especial preocupação com os territórios africanos então sob jurisdição portuguesa, com o seu desenvolvimento e com a sua integridade, numa época em que as pretensões sobre eles, por parte de outras potências europeias, tiveram significativa expressão. Pretende-se agora, através da evocação de El-Rei D. Carlos, organizar um Congresso subordinado á temática “Os Mares da Lusofonia”, reunindo num espaço de debate alargado e politicamente descomprometido, um conjunto de personalidades lusófonas, de saberes multidisciplinares, no âmbito das ciências do mar. Pretende-se ainda contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos relativos ao uso dos espaços marítimos e encontrar áreas comuns de cooperação, que potenciem o desenvolvimento das “economias do mar” dos diversos países de expressão portuguesa.
2. No passado os oceanos foram já parte importante no intercâmbio de culturas, pessoas e bens entre os países lusofonos; hoje, e no futuro que se avizinha, as áreas marítimas sob jurisdição de cada um destes países representam um factor extremamente importante para o seu desenvolvimento e para a sua economia. O conjunto das suas Zonas Económicas Exclusivas têm uma área de cerca de sete milhões de quilómetros quadrados e cobrem significativa porção do Oceano Atlântico e estendem-se pelos Oceanos Indico e Pacifico. São áreas imensas, que cada país, por si só, terá dificuldade em explorar e tirar o usufruto que elas podem e devem proporcionar. Mas, em conjunto, será possível contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos e encontrar espaços comuns de cooperação. Com este Congresso pretende-se assim viabilizar uma reflexão acerca da valia dos mares dos países de expressão lusófona nas vertentes estratégica, ambiental e económica e ainda enquanto plataforma de aproximação e comunicação entre povos e culturas. A ocasião da realização do Congresso será propicia, afigura-se, ao estabelecimento de contactos informais entre personalidades, empresas e instituições com interesses comuns, quer de carácter económico quer de carácter académico, ou outro, pretendendo-se que este evento possa constituir um ponto de partida para continuadas e profícuas actividades de cooperação e colaboração. E poderá mesmo ser o primeiro de um conjunto de encontros sobre a temática dos mares, as “Jornadas D. Carlos”, da iniciativa da sociedade civil, a realizar periodicamente e em que a língua de Camões seja o veículo da comunicação comum.
3. O Congresso terá o patrocínio de uma “Comissão de Honra”, presidida pelo Prof. Doutor Adriano Moreira e integra diversas personalidades de destaque, estando a sua concepção e execução a cargo de uma “Comissão Organizadora”, presidida por D. Nuno van Uden. Um “Núcleo Executivo”, chefiado pelo V/Alm Alexandre da Fonseca assegurará o estabelecimento de contactos e as necessárias actividades de coordenação. O Congresso terá lugar nos próximos dias 26 e 27 de Setembro, no auditório da Gare Marítima de Alcântara. Informação sobre o programa e intervenientes no Congresso poderá ser encontrada no sítio respectivo, www.mareslusofonia.net, no qual também poderá ser efectuada a inscrição, para quem esteja interssada em participar.

Lisboa, 1 de Setembro de 2008

1 comentário:

O Manel disse...

Que eu saiba os Camaradas Henrique Fonseca e Orlando temes Oliveira têm sido os grandes motores desta barca , louvável a nivel de País.

Bravô