terça-feira, 3 de março de 2009

A Alta Entidade

Nos últimos anos introduziu-se no léxico militar, via Exército, o termo Alta Entidade (AE). Não confundir com auto-estrada. Em todos os programas de festa, cerimónia e pincel aparece a hora de chegada da AE, a guarda de honra à AE, os cumprimentos à AE, etc. Alta Entidade foi a forma que alguma cabecinha priveligiada encontrou para designar, em abstrato, a personagem que preside ao evento, omitindo-se dos programas a identificação da mesma. Isto pode ser prático, mas é ridículo porque se presta sempre a umas graçolas soezes na assistência, pois, em geral , a entidade não é alta, nem em estatura nem em prestígio. Mesmo que o fosse, o estilo pomposo e anacrónico só o menorizaria. Mas enfim, é o mundo conjunto em que agora vivemos. Esperemos que uma verdadeira alta entidade dê um murro na mesa e mande acabar com o despautério.

1 comentário:

O Manel disse...

Eu acho verdadeiramente genial e apropriadíssimo.

Alta Entidade (AE) nada melhor para o ministro . É exactamente à medida.

Quem inventou isso? o homem que levou o CM a cantar as Janeiras?