sábado, 16 de junho de 2007

Bom dia OC!

David Mourão-Ferreira morreu em Lisboa no dia 16 de Junho de 1996.
Poeta, ensaísta, dramaturgo, cronista e crítico literário, David Mourão-Ferreira nasceu em Lisboa em 24 de Fevereiro de 1927. Em 1951 licenciou-se em Filologia Românica e, seis anos depois, foi admitido como professor na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Os seus primeiros poemas são publicados em 1945 na “Seara Nova”, mas o primeiro livro de poesia, “Secreta Viagem”, só aparece cinco anos depois. Seguem-se outras obras poéticas, tais como “Tempestade de Verão”, “Os Quatro Cantos do Tempo”, “In Memoriam Memoriae” ou o “Cancioneiro de Natal”. Na ficção, estreou-se em 1959 com a novela “Gaivotas em Terra”, que obteve o Prémio Ricardo Malheiros, mas a sua consagração neste género literário dá-se em 1986 com o romance “Um Amor Feliz”.
Muito fica por dizer sobre a extensa obra de David Mourão-Ferreira, tão extensa que até chegou ao fado, onde os seus versos encontraram na voz de Amália a interpretação que mereciam.

Ninguém comentou esta onda